Feliz dia para você, Maravilha.

Lynda Carter, linda até no nome.

Cresci vendo esta mulher na televisão, rodopiando, desnudando sua essência e se mostrando MARA – MA-RA-VI-LHO-SA!

Source: dailydcu.com via Anna on Pinterest

Aquela mulher da tevê podia tudo, eu queria, aliás, acho que eu ainda quero, ser como ela!

Dando conta dos filhos, da casa, da advocacia, dos blogs, e de tudo mais que vier eu acho que eu tô podendo porque a minha Lynda Carter interior está lá me dando força, dizendo que eu posso, que eu consigo.

Source: forums.superherohype.com via Anna on Pinterest

 

Com isso, às vezes, em busca de uma SUPERação, sem perceber acabo cansada e frustrada com isso.

Talvez seja este o erro, a gente não reconhecer que tem algumas limitações e que aquele cara que toma cerveja assistindo o futebol pode sim levantar do sofá e te dar uma força. Do mesmo modo que nós, saímos para trabalhar porque as despesas de uma família nos dias de hoje são insustentáveis por uma pessoa só.

A Lynda Carter continua linda, envelheceu e se mostra hoje bem humana para nós. Pensando bem, quero mesmo ser como ela!

Source: upload.wikimedia.org via Anna on Pinterest

Pelo que se sabe  a origem do dia da mulher foi em razão de um fato ocorrido no Dia 8 de março de 1857 quando operárias de uma fábrica de tecidos, situada na cidade norte americana de Nova Iorque, fizeram uma grande greve. Ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como, redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho.

A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas, num ato totalmente desumano.

Porém, somente no ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o “Dia Internacional da Mulher”, em homenagem as mulheres que morreram na fábrica em 1857. Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas).

É claro que o comércio adorou e aproveita  a ocasião para impulsionar aos homens a presentearem suas mulheres com chocolates, presentes e flores (não, não estou reclamando disso!) nesta data que foi originalmente criada para a reflexão, debates sobre a condição da mulher no mundo. Disso a gente não pode esquecer!

Atualmente a cada cinco minutos uma mulher é agredida no Brasil. Esse número é chocante porque ainda, mesmo com o advento da Lei Maria da Penha, nem toda violência que é denunciada é punida, já que algumas mulheres, mesmo após a denúncia, sentindo-se ameaçadas, retiram a queixa.

Isso é para a gente refletir, que muitas vezes o sucesso na punição do agressor se dá quando a  denúncia vem de fora, anônima. No tempo da minha avó se dizia que “em briga de marido e mulher não se mete a colher” mas hoje a colher tem número 180. Através deste serviço  vinte mil mulheres denunciaram sofrer violência diariamente no segundo semestre de 2012.

Sabe aquela vizinha que vive dizendo que caiu da escada? Aquela colega que diz que fica roxa à toa? Se você constatar que se trata de violência doméstica ligue 180, faça uma denúncia anônima, salve uma vida. Poderia ser você, sua mulher, sua irmã, até sua mãe.

O seu silêncio pode ter um preço alto demais.

Depois de tanta reflexão só posso desejar um feliz dia para todas nós ao som de Erasmo Carlos.

Anúncios

Gostou do que viu? Então compartilhe! Assine por email e dê um joinha na página do Facebook! Sua opinião é muito importante, comente aqui e participe também pelo Twitter. Gratidão!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s